Metas da Anatel

para Banda Larga fixa

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) é um órgão governamental responsável pela regulamentação e fiscalização dos serviços de telecomunicações no Brasil e estabeleceu, por meio da Resolução 574/2011 (Regulamento de Gestão da Qualidade do Serviço de Comunicação Multimídia), metas de qualidade para a internet de banda larga fixa.

As medições, segundo essa resolução, devem ser realizadas no Período de Maior Tráfego – PMT, compreendido entre 10h e 22h.

Durante o PMT, segundo essa resolução, as operadoras (prestadoras com mais de 50.000 acessos em serviço) são obrigadas a entregar, em 95% dos casos, pelo menos 40% do que foi contratado pelo consumidor no que se refere à medição de velocidade instantânea de download e upload (art. 16 da Res. 574).

Essa resolução define ainda que a operadora (prestadora com mais de 50.000 acessos em serviço) deve garantir, no PMT, uma velocidade média mensal de conexão de download e upload (art. 17 da Res. 574) de no mínimo 80% do que foi contratado

A tabela abaixo resume essas disposições:

Parâmetros / Metas Definição
Velocidade Instantânea
Meta: no mínimo 40% da velocidade contratada em 95% das medições
Velocidade de upload e download apurada no momento de utilização da internet pelo usuário.
Velocidade Média
Meta: no mínimo 80% da velocidade contratada
A média das medições de velocidade instantânea apuradas durante o mês.
Latência
Meta: até 80ms em no mínimo 95% das medições
A latência mede o tempo necessário para uma mensagem ir a um destino e voltar deste. Também é conhecido por Ping e por RTT (Round Trip Time). A latência aumenta de acordo com a distância e a qualidade do caminho que precisa ser percorrido. Ela também pode ser influenciada caso a infraestrutura da operadora esteja congestionada. Em outras palavras, latência pode ser definida como o atraso na transmissão de ida e volta de um pacote entre o usuário e o servidor de internet.
Jitter
Meta: até 50ms em no mínimo 95% das medições
O Jitter indica a variação do atraso de ida e volta de um pacote entre o usuário e o servidor de internet (variação da latência). O fato de ocorrer esta variação na chegada dos pacotes, indica que eles estão tomando caminhos diferentes ou caminhos congestionados. Isto pode ser o indício de uma rede sobrecarregada.
Perda de pacotes
Meta: até 2% em no mínimo 95% das medições
Ocorre quando um dos pacotes não encontra seu destino ou é descartado pela rede. Isso ocorre por falha ou baixa qualidade da conexão.

para Banda Larga móvel

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) estabeleceu, por meio da Resolução 575/2011 (Regulamento de Gestão da Prestação do Serviço Móvel Pessoal), indicadores de conexão de dados para a internet de banda larga móvel.

Fiesp - Federação das Indústrias
do Estado de São Paulo

Copyright 2015©
Todos os direitos reservados.